quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Curiosidades sobre Chocolate

imagem ilustrativa

O chocolate é um alimento feito com base na amêndoa fermentada e torrada do cacau.   

Sua origem remonta às civilizações pré-colombianas da América Central. A partir dos Descobrimentos, foi levado para a Europa, onde popularizou-se, especialmente a partir dos séculos XVII e XVIII. Contudo, em função das necessidades climáticas para o cultivo do cacau, não é possível o seu plantio na Europa e por isso as colónias americanas de clima tropical húmido continuaram a fornecer a matéria-prima. Atualmente os maiores produtores estão na África Ocidental.

A palavra chocolate provém do espanhol chocolate, que por sua vez foi originado a partir de línguas indígenas mesoamericanas. Os espanhóis construíram a palavra usando o termo Maia chocol juntado com o termo asteca atl, que significariam chocol (quente) com o atl (água).

Antigamente, o chocolate não era comido, apenas bebido. E somente os nobres tinham direito a esse deleite. Com o passar dos anos, o famoso chocolate com leite foi criado e, em seguida, as barras começaram a surgir. 

Atualmente, é encontrado em diferentes formas que vão desde o sólido, como o chocolate em pó, as barras e os bombons, e líquido como o achocolatado ou chocolate quente. Além de ser consumido puro, é também ingrediente de um grande número de alimentos como bolos (tortas, biscoitos, etc.), mousses, gelados e outros doces.

Para além de ser um alimento divinal também tem as suas razões para ser um alimento perfeito: 
  • tem um sabor apreciado por todos
  • enorme variedade de formas, 
  • grande valor nutritivo e energético
  • rápido metabolismo (o organismo humano de qualquer idade e nas mais diversas situações de saúde, absorve facilmente o chocolate que, pouco tempo após a ingestão está transformado em energia);
  • ótima digestibilidade (a digestão do chocolate se faz facilmente, graças as gorduras que entram em sua composição);
  • alivia o stress e a depressão (devido á feniletilamina presente no chocolate sendo conhecida como a “molécula da felicidade e do prazer”);
  • previne o envelhecimento (a massa de cacau tem grande poder antioxidante, mais que qualquer fruta combatendo os efeitos da idade);
  • previne o cancro (os grãos do cacau possuem substâncias antioxidantes chamadas flavonoides que ajudam a fortalecer a saúde vascular e a prevenir alguns tipos de cancro, a maior parte desta substância benéfica está concentrada no chocolate amargo).

O chocolate é, sem dúvidas, o alimento melhor balanceado que existe, bem com uma equilibrada junção de cacau, leite e açúcar.

Mas para além disto tudo, ainda nos deixa felizes mas porquê?

O chocolate é, comprovadamente, uma poção do prazer: possui propriedades calmantes e estimula a produção de endorfina, a hormona responsável pela a elevação de autoestima e de bem-estar. Ele também aumenta a serotonina, substância que nos faz ficar felizes. E, para completar, o chocolate possui feniletilamina, a mesma hormona que produzimos quando estamos apaixonados. Pois é, nós literalmente nos apaixonamos por ele.

imagem ilustrativa  

E ao contrário do que muitos pensam, não existe nenhuma pesquisa que tenha confirmado que o chocolate realmente causa acne. O que acontece é que todos os alimentos muito gordurosos deixam a nossa pele muito mais oleosa. Por isso, quando uma pessoa já possui tendência a desenvolver acne, ele realmente aparece após o consumo desse doce (ou de qualquer outro alimento com alto índice de gordura) e também em situações de stress e alterações hormonais.

Mas enquanto para nós é um alimento dos céus, para os animais não é bem assim, o chocolate pode ser mortal para os cães. Ele contêm um ingrediente chamado teobromina que pode ser tóxico para o sistema nervoso central e para os músculos cardíacos do cão.

Hoje em dia, temos diversos tipos de chocolate.  

imagem ilustrativa   

Chocolate amargo: ele tem a maior concentração de massa de cacau (acima de 70%) e a menor quantidade de açúcar, além de não ser misturado com leite. Sua cor é bem escura e, como o nome já diz, seu sabor é amargo. É o tipo de chocolate que mais oferece os benefícios do cacau, e pesquisas descobriram que seu consumo pode até ajudar a emagrecer. 

Chocolate meio amargo: O chocolate meio amargo possui uma concentração de cacau menor que a do chocolate amargo (em torno de 50%), por isso seu gosto é mais suave, apesar de ainda ter um leve amargor. Também tem pouco açúcar e não leva leite. 

Chocolate de leite: A massa de cacau é misturada com leite em pó e a concentração de cacau abaixa para 30% ou 40%, enquanto a quantidade de açúcar aumenta. Essa mistura com o leite tira o sabor amargo do chocolate, conferindo um gosto mais adocicado e uma textura mais cremosa. 

Chocolate branco: esse chocolate não leva massa de cacau na sua confeção, e sim um outro produto extraído da semente - a manteiga de cacau. Ele também recebe açúcar e leite, sendo o mais doce e cremoso dos chocolate. 

Chocolate em pó: É a semente de cacau moída, geralmente usado para a confeção de bolos e doces. Também possui várias concentrações diferentes. 

Achocolatado: Ao contrário do que muita gente pensa, achocolatado não é chocolate em pó! Ele é uma mistura de chocolate em pó, leite e muito açúcar, usado apenas para dar sabor ao leite. 

Chocolate para cobertura: pode ter várias concentrações de cacau, mas possui sempre alta concentração de manteiga de cacau, tendo mais brilho e derretendo com facilidade. É mais usado para a cobertura de bolos e doces. 

Chocolate diet: é um chocolate comum, com massa de cacau, manteiga de cacau e leite. Sua novidade é que o açúcar é substituído por sorbitol, sacarina e vanilina. Muitas pessoas pensam que, por não ter açúcar, o chocolate diet contém menos calorias que os outros. O chocolate diet é altamente calórico. Sua única vantagem é que pessoas diabéticas podem comê-lo sem se preocuparem.

A partir desses chocolates, muitas misturas e inovações foram feitas, como por exemplo o chocolate aerado, onde o chocolate recebe gás carbónico e solidifica, cheio de bolhas, dando um aspeto macio à barra.

Quanto ao formato, o chocolate pode ser comercializado em barras, gotas, raspas e em outras versões mais peculiares, como na forma de ovos e línguas de gatos. 

Além disso pode apresentar os mais diversos ingredientes para recheios como amendoim, amêndoa, avelã, castanha-do-pará, nozes, castanha de caju, frutas secas, caramelo, biscoito, frutas cristalizadas, manteiga, nata, etc. 

imagem ilustrativa

Os bombons apresentam uma grande variedade de tipos de recheios. Os principais são: Boiling (ou fervidos, que incluem o caramelo, ou butterscotch, e o fudge), Fondants, Croquant (ou crocantes), Gianduja (ou Gianduia), Marzipã, Praliné, Nougat, Trufas, Palets e Ganache.

Com esta variedade toda é muito difícil resistir, adoro chocolate e não vivo sem ele...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela visita e pelo simpático comentário!!
São sempre bem vindos!!

Beijinhos
Sandra F.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...