quarta-feira, 24 de julho de 2013

Curiosidades sobre Nozes

 imagem ilustrativa

A noz, fruto da nogueira-comum, é um fruto de casca rija que em botânica, é um fruto seco com apenas uma semente (raramente duas) no qual a parede do ovário ou parte dela torna-se muito dura na maturidade.

Antes mesmo de o homem domesticar e cultivar as nozes, elas já eram consumidas em seu estado selvagem. Os vestígios mais antigos desse consumo são de 50.000 anos atrás e foram encontrados em cavernas do Iraque. Na antiguidade, a árvore da noz era cultuada, tanto por ser uma espécie que vive centenas de anos quanto por ter inúmeras utilidades para o ser humano, que usavam seus frutos como alimento, como medicamento e para produzir óleos.

Originária da Índia e dos países banhados pelo Mar Cáspio, a noz de nogueira foi introduzida na Europa pelos romanos, por volta do século 4 d.C. Era servida nas mesas das famílias mais ricas da Roma Antiga.

 imagem ilustrativa

Algumas nozes, como a pecã, são nativas da América do Norte e tiveram um papel importante na alimentação tanto dos índios que ali habitavam quanto dos primeiros colonizadores.

Na culinária, o termo "Fruto de casca rija" é normalmente mal aplicado a muitas sementes que não são nozes verdadeiras. Qualquer semente grande, oleaginosa, com casca dura e usada como alimento pode ser considerada como uma noz.

Existe um grande número sementes que são comestíveis pelos seres humanos e são usadas na arte culinária, podem ser comidas cruas, germinadas ou torradas, como um aperitivo ou em doçaria, ou ainda espremidas para lhe extrair o óleo que é usado na culinária e em cosméticos.

As nozes, apesar do sabor agradável, por muito tempo foram consideradas inconvenientes para alimentação humana por serem ricas em gordura. Entretanto algumas dessas oleaginosas, trazem um grande benefício para a saúde pois ajudam a controlar o mau colesterol e por consequência ajudam a proteger o coração.

Duas nozes por dia são suficientes para ajudar a tratar do colesterol. Nozes e pistácios são alimentos com capacidade para reduzir os níveis de triglicerídeos, elementos responsáveis pela formação de placas de gordura, e do LDL, o chamado mau colesterol.

A boa notícia é que além de evitarem os grandes inimigos da boa saúde cardíaca, estes alimentos aumentam o HDL, considerado o colesterol positivo.

Embora seja bastante calórica, estudos recentes mostram que a noz ajuda a evitar o acumulo de gordura abdominal, outro fator de risco para doenças cardiovasculares.

Entre os minerais, ela é rica em:
  • Ferro, essencial para o transporte de oxigênio e formação de glóbulos vermelhos no sangue;
  • Manganês, que atua junto com diversas enzimas para facilitar os processos metabólicos e tem ação antioxidante;
  • Fósforo, que tem papel fundamental na saúde de ossos e dentes e auxilia a regeneração de tecidos;
  • Magnésio, que contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico e é importante para o desenvolvimento dos ossos e dentes;
  • Zinco, também fundamental para o sistema de defesas do organismo e para a fabricação do material genético.
A noz também é fonte de vitamina B6, importante para o bom funcionamento do sistema nervoso e do imunológico, e de folato (vitamina B9), essencial para a produção do material genético. O folato previne más-formações fetais e é indicado para todas as mulheres em idade fértil.

Nozes já descascadas devem ser guardadas em um recipiente hermeticamente fechado, de preferência na geladeira, onde podem durar por até seis meses. No congelador, podem ser conservadas por cerca de um ano.

A noz com casca pode ser conservada em local fresco, seco e ao abrigo da luz. Se estiver muito calor, pode ser guardada no frigorífico. 

Nozes são muito usadas para preparo de doces, especialmente bolos e tortas, mas também combinam com pratos salgados. Elas podem ser acrescentadas a saladas de folhas. Fazem parte da clássica salada Waldorf, receita criada no século 19 que leva o nome do famoso hotel nova-iorquino.

Nozes podem ser servidas como tira-gosto, no lugar do amendoim, por exemplo. Elas também podem substituir o pignoli (pinhãozinho italiano) no preparo do pesto genovês, molho feito com manjericão, alho e azeite, além do fruto oleaginoso.

Nozes picadas combinam bastante com granola ou outras misturas de cereais usadas nas refeições matinais. 

Um fruto bastante delicioso e por vezes bastante difícil de parar de comer ^_^!!

 imagem ilustrativa

1 comentário:

  1. Gosto muito de nozes... foi bom ficar a aprender mais algumas coisas sobre elas!
    Bjs

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelo simpático comentário!!
São sempre bem vindos!!

Beijinhos
Sandra M.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...